Pular para o conteúdo principal

ARTESANATO DE OURILANDIA 1

RECICLAR PARA NÃO POLUIR

A quantidade lixo produzida diariamente por um ser humano é de aproximadamente 5 kg. Somando-se toda produção mundial, os números são assustadores.Uma garrafa plástica ou de vidro pode levar 1 milhão de anos para decompor-se e reintegrar-se ao meio ambiente. Uma lata de alumínio, de 80 a 100 anos. A cada tonelada de papel produzida, 12 árvores são abatidas. Porém, todo esse material pode ser reaproveitado, transformando-se em novos produtos ou matéria-prima, sem perder suas propriedades.
Por que não reciclar, então?
Separando todo lixo produzido em residências, estaremos evitando a poluição e impedindo que a sucata se misture aos restos de alimentos, facilitando assim seu reaproveitamento pelas indústrias. Depois de separado, o lixo deve ser colocado nos containers especiais ou encaminhado à coleta seletiva que o encaminhará as Usinas de Reciclagem. Os detritos despejados em terrenos baldios acabam prejudicando o meio ambiente e gerando graves problemas para a saúde.Entre você também nessa luta pela qualidade do nosso futuro.

Nesta linda foto temos A professora Penha que é a idealizadora de desse projeto de reciclagem de Papel em Ourilandia e a Diretora da Escola Três Poderes Maria José que a apoia juntamente com todos os professores para que seja um projeto de sucesso.










Essa boneca é toda feita em papel reciclado. Tem o tamanho de um ser humano. A saia é feita de papel picado com detalhes em flor de retalhos que foram feitas por crianças da APAE




Aqui temos vários exemplos de artesanato realizados pelo projeto. São peças feitas totalmente com materiais reciclados, peças lindíssimas!!!!!!!!













Essa poltrona foi toda feita em Petti e lona.














Essa flor é feita de bucha de banho e papel reciclado.





Essa é uma folha esqueletizada













Muito se tem falado sobre aquecimento global, meio ambiente, escassez da água, dentre outros fatores ambientais, mas, com a rotina, esses assuntos passam despercebidos e não notamos que esses problemas poderão afetar nossas vidas em um futuro próximo.
O papel é um dos materiais mais utilizados no ambiente de trabalho e, muitas vezes, o consumJustificaro dele é feito de forma incorreta.
A reciclagem de papel, portanto, torna-se uma atitude de extrema importância no nosso dia-a-dia, uma vez que desempenha um papel fundamental na diminuição do desmatamento, da poluição do ar, do consumo de energia entre outros aspectos ambientais, sem contar, na geração de novos empregos.

Em Ourilândia temos um grande projeto de Reciclagem Artesanal do Papel. Uma iniciativa da Prefeitura de Ourilândia do Norte -PA, através da Secretaria Municipal da Educação, sendo uma ação educativa complementar as ações da escola. Pressupõe-se realização de oficinas utilizando resíduos sólidos com intuito de conscientizar a população ourilandense quanto a importância de reduzir, reutilizar e reciclar o lixo, por meio de criação de peças artísticas utilitárias com vistas na utilidade ambiental e renda familiar.
Fiquei conhecendo este projeto através da professora de Artes Penha. Com ela visitei a escola Três Poderes e o Laboratório para a confecção dessas peças na Secretaria da Educação. Deixo aqui um grande abraço para outra colaboradora desse projeto a Voluntária Graça.

A implantação de campanhas como essa é de grande importância analisando os dados assustadores sobre o meio ambiente, além de promover mudanças em nossas atitudes e comportamentos, ocasionando o bem-estar social e econômico.

A luta para preservar o meio ambiente começa dentro de casa, continua no trabalho e nos acompanha em nossas atitudes diárias.

Para quem se interessar por estes trabalhos, participar do projeto ou adquirir essas peças lindas é só entrar em contato com a professora Penha no telefone (94) 91764680.

Comentários

Mensagem

Mensagem

Postagens mais visitadas deste blog

MINERAÇÃO ONÇA PUMA -OBRA 273 - OURILANDIA DO NORTE - PARÁ

MARÇO/2010 TRANSPORTADORES DE CORREIA -                VENTILADORES EM BAIXO DA GALERIA DREYER PRECIPITADORES SILOS DE PÓ, SILOS DE MINERIO SECO                                                                                                   CHAMINÉ GALPAO ESTOCAGEM DE EMERGENCIA DE MINERIO KILN LAVADOR DE GASES MÁQUINAS DE PÁTIO EMPILHADEIRA E RECUPERADORA MONTAGEM DO 4. PRECIPITADOR EM MONTAGEM PRECIPITADORES PRECIPITADORES SILOS DE PÓ, SILOS DE MINERIO SECO SISTEMA DE REFRIGERAÇÃO DE AGUA - ASPIRAL

CIRURGIA PARA VOLTAR A OUVIR - IMPLANTE COCLEAR

O MILAGRE DA AUDIÇÃO IMPLANTE COCLEAR OU "OUVIDO BIONICO" Crianças e adultos vítimas de surdez profunda e sem poder aquisitivo para bancar uma cirurgia corretiva podem ter esperanças de voltar a escutar. Basta que o implante coclear seja indicado para o seu tipo de problema. Isso por que o SUS (Sistema Único de Saúde) já oferece esse tipo de operação em hospitais de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio Grande do Norte. Desde 1990, 700 pessoas já foram beneficiadas. Em breve, o Rio de Janeiro também entrará na lista com o credenciamento do Hospital Gafrée e Guinle pelo Ministério da Saúde. A cirurgia é indicada para pessoas que não podem usar aparelhos auditivos convencionais.“É um procedimento de alta complexidade e o Sistema Único de Saúde arca com os todos os custos”, explica o Dr. Fernando Portinho, otorrinolaringologista, professor da Escola de Medicina da UNIRIO (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro) e coordenador do projeto.O tratamento com

FAMILIA GUERARD, GHERARDI, GERARDI, GIRARDI

MINHA ÁRVORE GENEALÓGICA MEU NOME É MONIQUE, Meu tataravô ( LOURENÇO GHERARDI ) , minha tataravó ( ADELIA FERRAGATTI ) ele filho de ( LOURENÇO GHERARDI E DOROTEIA PERONO ), ela filha de ( GIACOMO FERRAGATTI E IRENE OZELIO) . meu bisavô materno ( LOURENçO FRANCISCO GHERARDI) e minha bisavó materna (VIRGINIA TAVARES ALBERGARIA GHERARDI ) , minha avó materna (ELZI GUERARDI NASCIMENTO) e meu avô materno (LUIZ GONZAGA DO NASCIMENTO), meus pais (MARIA DA GLORIA DO NASCIMENTO SOUZA e ADÃO HELIO DE SOUZA). Família Gerardi Em 06 de março de 1895 chegou ao porto de Santos, desembarcando do navio “ARNO” uma família vinda da região de Treviso, norte da Itália que se apresentou como  FAMÍLIA GIRARDI , mas por falha de grafia do oficial de registros da imigração o sobrenome passou a ser  GERARDI. Assim podemos considerar como origem da família o sobrenomeGIRARDI e a geração que que ficou no Estado de São Paulo, GERARDI. OLHA COMO É GRANDE A FAMILIA GUERARDI...  ESSES PARENTE