Pular para o conteúdo principal

Nossa vida é um grande reality-show - Qual será o desfecho? A diferença é que no final o jogo é para valer.



REGRAS BÁSICAS DO BBB - O VERDADEIRO SIGNIFICADO DO BBB - BIG BROTHER

Foi publicado em Israel uma matéria recebida pelo jornal e canal de TV Idabroot onde foi feita a comparação entre a proposta e regras do programa Big Brother (no caso, o Big Brother Israel), com a jornada de nossa alma neste mundo. Vale a pena dar uma conferida e ver que às vezes de algo tão superficial se pode aprender algo tão profundo.


As regras básicas do programa, que podemos entender em nossas vidas.
 
1) Ninguém entra na casa contra sua vontade (assim como a alma não vem para o mundo contrariada, já que a alma aceita o desafio para tentar atingir sua missão).

2) Os participantes assinam um contrato onde se comprometem a respeitar o próximo (pré-condição).

3) Cada canto da casa é filmado, cada palavra é escutada e cada parede serve de testemunha para os próprios atos de cada pessoa.

4) Depois de um tempo, já acostumado com as câmeras, o participante já acaba esquecendo que tudo está sendo gravado e em alguns casos, já tenta escapar do controle da câmera.

5) Existem comandos positivos e proibições, além das missões especiais.
 
6) O descumprimento das regras acaba afetando o grupo como um todo, e mesmo os que não tiveram culpa, acabam recebendo também punição por ser parte do grupo transgressor.
 
7) Passar por um teste específico pode beneficiar todo o grupo.
 
8 ) Tem comandos e missões em que o pagamento é imediato.
 
9) Quando a pessoa se sente mal ou deprimida, existe a opção de se isolar em um quarto à parte e conversar com o "big brother" que escutará todas suas necessidades.
 
10) Apesar de todos terem concordado no cumprimento de respeito ao próximo, muitos acabam por transgredir e tentam justificar seus atos, ao invés de assumir o erro.

11) Todos tem o poder de escolha, em cumprir as regras ou não, de tentar completar suas missões ou arruiná-las.

12) Existem participantes que tentam impedir que aqueles que desejam descumprir as regras, não o façam, já que tal atitude implicará em punição coletiva.

13) Existe um orçamento decidido de princípio e ninguém poderá ultrapassar este orçamento.

14) São elaborados novos desafios a cada momento para testar a ética dos participantes e o auto controle.

15) Ao final de cada dia existe uma tabela de tudo que foi feito durante aquele dia.

16) Atitude desrespeitosa ou ruim com o próximo, o coloca em situação de ser desclassificado.

17) A maior chance de chegar ao final da competição depende da conduta ética com o próximo.

18) Os que estão fora da casa, amam ou rejeitam os participantes de acordo com seus comportamentos.

19) Qualquer que seja o tamanho da fofoca ou atitude, tudo é gravado, não tendo como omitir seus próprios atos.

20) Se um ato foi feito sem a intenção de ser algo ruim, mas causou uma má impressão, será possível consertar o ato e provar que na verdade a intenção foi boa.

21) Ao participante foi concedida uma grande força para conduzi-lo à determinadas decisões, manipular e influenciar, porém cabe aos que estão fora da casa tomar a decisão final.

22) De tempos em tempos é decidido pelos que estão fora da casa, julgando cada passo, o poder de acusar e excluir da competição determinados participantes.

23) A maioria dos participantes não quer ser excluído da casa, já que optaram desde o começo a entrar para vencer, cumprindo com as regras estipuladas pelo criador do programa.

24) Quando um participante é excluído, seus amigos e parentes tentam defendê-lo (o mesmo quando uma alma sai deste mundo, seus parentes e amigos mais próximos, que já estão no mundo das almas, tentam interceder em seu favor para ajudá-lo).

25) É permitido aos participantes solicitar aos seus familiares apoio e que intercedam junto ao "diretor” em seu favor.

26) Existem casos extremos, onde alguns participantes pedem para deixar a casa, apesar de terem aceitado em entrar e enfrentar os desafios (alusão a pessoa que comete o suicídio).

27) Os familiares vem receber os excluídos da casa, juntamente com um grande público.

28) Quando o participante sai da casa, lhe são mostradas suas cenas durante o período que esteve na competição, cenas ruins e boas.


29) Existem situações que aos olhos do participante parecem totalmente absurdas e injustas, porém estas situações, aos que estão fora da casa, fazem todo sentido, já que vêem o "filme" como um tudo.

30) Em situações de má conduta e exclusão da casa, assistir suas atitudes (cenas) diante do grande público já seria o pior castigo (vergonha).

31) Para aquele que se supera, passando por seus testes, lhe aguarda um grande prêmio no final da competição.

32) Ao campeão parece que todo o programa e a competição foi feita especialmente para ele.

Autor: Anton Kiudero








Comentários

Mensagem

Mensagem

Postagens mais visitadas deste blog

MINERAÇÃO ONÇA PUMA -OBRA 273 - OURILANDIA DO NORTE - PARÁ

MARÇO/2010 TRANSPORTADORES DE CORREIA -                VENTILADORES EM BAIXO DA GALERIA DREYER PRECIPITADORES SILOS DE PÓ, SILOS DE MINERIO SECO                                                                                                   CHAMINÉ GALPAO ESTOCAGEM DE EMERGENCIA DE MINERIO KILN LAVADOR DE GASES MÁQUINAS DE PÁTIO EMPILHADEIRA E RECUPERADORA MONTAGEM DO 4. PRECIPITADOR EM MONTAGEM PRECIPITADORES PRECIPITADORES SILOS DE PÓ, SILOS DE MINERIO SECO SISTEMA DE REFRIGERAÇÃO DE AGUA - ASPIRAL

CIRURGIA PARA VOLTAR A OUVIR - IMPLANTE COCLEAR

O MILAGRE DA AUDIÇÃO IMPLANTE COCLEAR OU "OUVIDO BIONICO" Crianças e adultos vítimas de surdez profunda e sem poder aquisitivo para bancar uma cirurgia corretiva podem ter esperanças de voltar a escutar. Basta que o implante coclear seja indicado para o seu tipo de problema. Isso por que o SUS (Sistema Único de Saúde) já oferece esse tipo de operação em hospitais de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio Grande do Norte. Desde 1990, 700 pessoas já foram beneficiadas. Em breve, o Rio de Janeiro também entrará na lista com o credenciamento do Hospital Gafrée e Guinle pelo Ministério da Saúde. A cirurgia é indicada para pessoas que não podem usar aparelhos auditivos convencionais.“É um procedimento de alta complexidade e o Sistema Único de Saúde arca com os todos os custos”, explica o Dr. Fernando Portinho, otorrinolaringologista, professor da Escola de Medicina da UNIRIO (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro) e coordenador do projeto.O tratamento com

FAMILIA GUERARD, GHERARDI, GERARDI, GIRARDI

MINHA ÁRVORE GENEALÓGICA MEU NOME É MONIQUE, Meu tataravô ( LOURENÇO GHERARDI ) , minha tataravó ( ADELIA FERRAGATTI ) ele filho de ( LOURENÇO GHERARDI E DOROTEIA PERONO ), ela filha de ( GIACOMO FERRAGATTI E IRENE OZELIO) . meu bisavô materno ( LOURENçO FRANCISCO GHERARDI) e minha bisavó materna (VIRGINIA TAVARES ALBERGARIA GHERARDI ) , minha avó materna (ELZI GUERARDI NASCIMENTO) e meu avô materno (LUIZ GONZAGA DO NASCIMENTO), meus pais (MARIA DA GLORIA DO NASCIMENTO SOUZA e ADÃO HELIO DE SOUZA). Família Gerardi Em 06 de março de 1895 chegou ao porto de Santos, desembarcando do navio “ARNO” uma família vinda da região de Treviso, norte da Itália que se apresentou como  FAMÍLIA GIRARDI , mas por falha de grafia do oficial de registros da imigração o sobrenome passou a ser  GERARDI. Assim podemos considerar como origem da família o sobrenomeGIRARDI e a geração que que ficou no Estado de São Paulo, GERARDI. OLHA COMO É GRANDE A FAMILIA GUERARDI...  ESSES PARENTE