Pular para o conteúdo principal

DICIONÁRIO DE QUALIDADES E DEFEITOS

Dicionário de Qualidades e Defeitos
Já reparou que conhecemos pouco sobre nossas Virtudes e Defeitos?
A falta de consciência de nossos defeitos nos faz agir impulsivamente onde apenas criamos problemas.     
A falta de consciência de nossas qualidades nos limita achar as soluções dos problemas existentes mantendo-nos presos ao sofrimento.

O sofrimento é a conseqüência da manifestação dos defeitos na personalidade humana. 
 A felicidade é o resultado da manifestação de virtudes no SER humano.

Bem-aventurado é aquele que expressa as suas virtudes e qualidades..
Vemos a dualidade (polaridades positivo e negativo) manifestando em toda natureza inclusive nos humanos.
Neste texto aprenderemos sobre a dualidade que habita em nós e a escolha que devemos fazer, optar em expressar as nossas qualidades ou permitir que os defeitos controlem a nossa personalidade. 
o   Virtudes = Conjunto de qualidades.

     o   Qualidades = Atributos naturais e positivos do S
    Ego = conjunto de eu’s. 
o   Eu’s = Estados alterados da personalidade.
Ego - Orgulho: Conceito muito elevado de si mesmo. Auto-glorificação.
VirtudeHumildade: Pessoa que possui um bom coração.
Defeitos
Qualidades
Eu superioridade: Sentir-se melhor do que o semelhante.

Modéstia: Ser que é ausente de vaidade ao se apresentar.
Eu auto-suficiente: Aquele que acredita não precisar de ninguém pra nada.

Simplicidade: Ser que é franco e que não complica a vida.
Eu Hipócrita: Manifestação de falsas virtudes; falso sentimento de bondade.
Sinceridade: Ser transparente nas emoções.

Eu arrogante: Atitudes grosseiras com o próximo.


Compreensão: Ser flexível para entender o próximo.
Eu fanático: Adesão cega a uma idéia, doutrina ou sistema. Dedicação excessiva a algo.

Verdade: Ser afirmativo, sem controvérsias de uma realidade ou fato.
Eu julgador: Formar crítica ou conceito sobre algo sem o completo conhecimento.
Justiça: Ser imparcial ao fato sem apego ou aversão.

Eu inferioridade: Diminuir a si mesmo perante as situações.

Auto-estima: Ser que vive de bem consigo mesmo independente das situações externas.





      




Eu Criticador:  Apontar os erros dos outros.

Admiração: Ser que reconhece as qualidades dos outros.
Eu Imitador: Querer ser ou ter o que é do outros.

Autenticidade: Ser original.
Eu Impotente: Incapacidade de exercer algo.
Aptidões: Ser capaz de conhecer e exercer as próprias habilidades.

Eu fofoqueiro: Aquele que comenta sobre a vida alheia ou que não lhe diz respeito.


Respeito: Ser submisso aquele que age certo, não interfere inconvenientemente na vida alheia.
Eu comparador: Ato de medir quem é melhor ou pior.
Cooperação: Ser ágil para ajudar o próximo a resolver problemas.

Eu ingrato: Desprezo a aquilo que lhe foi dado.


Gratidão: Ser atencioso aquele que lhe dar algo. Estar de bem com o que tem.

Eu Humilhador:  Fazer o semelhante sentir-se mal com seus erros.
Compaixão: Ser misericordioso para ajudar o semelhante a superar os seus erros. Necessidade de contribuir.

Ego - Ambição: Desejo de glória ou honras.

 VirtudeFilantropia: Atitudes voluntárias .

Defeitos
Qualidades
Eu quero tudo: Necessitar de mais do que precisa para viver.

Contentamento: Ser contente com o que tem.
Eu insatisfeito: Desprezo ao que é e ao que tem.
Satisfação: Ser afetuoso com o que é e com o que tem.

Eu mesquinho: Aquele que não compartilha o que tem.
Renúncia: Ser apto a abrir mão do que tem ou o que é.

Eu infeliz: Descontente com a vida.

Alegria: Ser jovial com a vida.
Eu ladrão: Adquirir o que é dos outros.
Fraternidade: Ser harmonioso com os homens.

Eu explorador: Abusar das pessoas.

Bondade: Ser disposto a ajudar as pessoas.

Eu manipulador: Desejo de domínio sobre os outros, limitar o livre arbítrio.
Solidariedade: Ser preparado para repartir igualmente as responsabilidades e benefícios entre todos.

Eu apostador: Investir em algo incerto para conseguir benefícios materiais.
Prosperidade: Ser honesto para alcançar benefícios por esforço próprio.

Eu do apego: Depender de algo externo para satisfazer seus próprios interesses.
Abnegação: Ser capaz de desprezar ou sacrificar os próprios interesses para atender ou satisfazer as necessidades alheias.

       Ego - Ira: Explosão de sentimentos nocivos dos homens.

     VirtudeAmor: Manifestação dos sentimentos mais puros dos homens.

Defeitos
Qualidades
Eu irritado: Aquele que se incomoda facilmente.

Tranqüilidade: Ser que é sossegado com si mesmo e com os outros.
Eu antipático: Mal-humorado com os semelhantes.

Simpatia: Ser que é bem-humorado com os semelhantes.
Eu ignorante: Tratar as pessoas sem respeito. Sem conhecimento.

Gentil: Ser que é delicado no tratamento ao próximo.              
Eu ansioso: Que deseja ardentemente alguma coisa.

Paciente: Ser que suporta males e incômodos sem queixar ou revoltar-se.
Eu viciado: Aquele que depende de algo ou psicoativos para sentir-se bem.

Saúde: Ser que tem o organismo em perfeito estado.
Eu tirano: Individuo que tem satisfação em obrigar as pessoas.

Amabilidade: Ser que oferece favor aos outros.
Eu cruel: Que se alegra em ver ou causar sofrimentos nos outros. Insensível.
Carinho: Ser que se alegra em cuidar dos outros.

       Ego - Gula: Buscar tudo em excesso na vida.

     VirtudeEquilíbrio: Capacidade de refrear os desejos alterados.

Defeitos
Qualidades
Eu faminto: Aquele que é insaciável na alimentação.

Temperança: Ser sóbrio no comer e no beber.
Eu acumulador: Anseio em Juntar todos os objetos.
Equanimidade: Ser sereno em todas as circunstâncias.

Eu comilão: Indivíduo que come exageradamente.

Apreciação: Ser aquele que degusta o que come.
Eu consumista: Desejo de comprar tudo que vê.

Desprendimento: Ser Indiferente com as coisas materiais.
Eu intelectual: Indivíduo que gosta de encher a mente com informações.

Sabedoria: Ser que age no conhecimento daquilo que é verdadeiro, justo e útil.

Eu impulsivo: Que age e reage sem refletir.

Controle: Ser que domina os seus próprios impulsos, emoções e paixões.
Eu devorador: Acabar com tudo o que tem.

Moderação: Ser prudente em tudo.
Eu desperdiçador: Mau uso do que tem.
Economia: Ser que faz bom proveito do que tem; aquele que sabe manter o que tem.

Ego - Luxúria: Sensualidade exagerada.

 VirtudePureza: Isento de malícia.

Defeitos
Qualidades
Eu infiel: Aquele que é traidor

Fidelidade: Ser leal aos compromissos.
Eu mercenário: Indivíduo que se relaciona por interesses.

Afeto: Ser que dar carinho as pessoas sem interesses maiores.
Eu sedutor: Usar artifícios, condutas ou produtos, para conquistar alguém.

Naturalidade: Ser que é capaz de conquistar as pessoas pela sua essência.
Eu masturbador: Satisfazer-se egoisticamente por artifício da fantasia.

Inocência: Ser que relacionar-se com as pessoas puramente.
Eu pervertido:  Individuo que desmoraliza o ato sexual. Aquele que se entrega a atos sexuais inaturais.

Eu malicioso: Aquele que pensa maldade sobre os outros.

Eu depravado: Pessoa que fala palavrões e piadas de duplo sentido.
Decência: Ser digno com o próprio corpo e com os relacionamentos.
Fazer do ato sexual algo nobre.

Benignidade: Ser que só pensa o bem sobre os outros.

Moralidade: Ser que merece conhecimento por sua integridade.


 Ego - Preguiça: Sentimento de incapacidade diante do trabalho.

  Virtude Vontade: Estar apto a realizar qualquer tarefa.

Defeitos
Qualidades
Eu desanimado: debilidade para realizar serviços.

Ânimo: Ser que está sempre pronto para tudo.
Eu dorminhoco: Sente necessidade de dormir fora de hora.

Vigor: Ser energético.
Eu desatento: falta de concentração no que faz.

Atenção: Ser que mantêm todos os sentidos em um foco.
Eu irresponsável: aquele que não se pode confiar compromisso.

Responsabilidade: Ser que cumpre com suas obrigações.
Eu sujo: Individuo que é descuidado com a higiene.
Limpeza: Asseado com tudo.


Podemos ver como exemplo quando uma pessoa acorda com o “eu infeliz” e afirma:

        - Hoje o meu dia não vai ser bom. E de fato o dia se torna um desastre.

       É importante no decorrer do dia fazermos afirmações positivas para os nossos propósitos internos.

Quanto mais repetimos tais afirmações toda á natureza conspirará a nosso favor.


                  Vamos aplicar essa técnica? Ao acordar faremos esse decreto.

Decreto: A partir de agora expressarei as qualidades da minha essência e
todo o dia estarei feliz.

Comentários

Mensagem

Mensagem

Postagens mais visitadas deste blog

MINERAÇÃO ONÇA PUMA -OBRA 273 - OURILANDIA DO NORTE - PARÁ

MARÇO/2010 TRANSPORTADORES DE CORREIA -                VENTILADORES EM BAIXO DA GALERIA DREYER PRECIPITADORES SILOS DE PÓ, SILOS DE MINERIO SECO                                                                                                   CHAMINÉ GALPAO ESTOCAGEM DE EMERGENCIA DE MINERIO KILN LAVADOR DE GASES MÁQUINAS DE PÁTIO EMPILHADEIRA E RECUPERADORA MONTAGEM DO 4. PRECIPITADOR EM MONTAGEM PRECIPITADORES PRECIPITADORES SILOS DE PÓ, SILOS DE MINERIO SECO SISTEMA DE REFRIGERAÇÃO DE AGUA - ASPIRAL

CIRURGIA PARA VOLTAR A OUVIR - IMPLANTE COCLEAR

O MILAGRE DA AUDIÇÃO IMPLANTE COCLEAR OU "OUVIDO BIONICO" Crianças e adultos vítimas de surdez profunda e sem poder aquisitivo para bancar uma cirurgia corretiva podem ter esperanças de voltar a escutar. Basta que o implante coclear seja indicado para o seu tipo de problema. Isso por que o SUS (Sistema Único de Saúde) já oferece esse tipo de operação em hospitais de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio Grande do Norte. Desde 1990, 700 pessoas já foram beneficiadas. Em breve, o Rio de Janeiro também entrará na lista com o credenciamento do Hospital Gafrée e Guinle pelo Ministério da Saúde. A cirurgia é indicada para pessoas que não podem usar aparelhos auditivos convencionais.“É um procedimento de alta complexidade e o Sistema Único de Saúde arca com os todos os custos”, explica o Dr. Fernando Portinho, otorrinolaringologista, professor da Escola de Medicina da UNIRIO (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro) e coordenador do projeto.O tratamento com

FAMILIA GUERARD, GHERARDI, GERARDI, GIRARDI

MINHA ÁRVORE GENEALÓGICA MEU NOME É MONIQUE, Meu tataravô ( LOURENÇO GHERARDI ) , minha tataravó ( ADELIA FERRAGATTI ) ele filho de ( LOURENÇO GHERARDI E DOROTEIA PERONO ), ela filha de ( GIACOMO FERRAGATTI E IRENE OZELIO) . meu bisavô materno ( LOURENçO FRANCISCO GHERARDI) e minha bisavó materna (VIRGINIA TAVARES ALBERGARIA GHERARDI ) , minha avó materna (ELZI GUERARDI NASCIMENTO) e meu avô materno (LUIZ GONZAGA DO NASCIMENTO), meus pais (MARIA DA GLORIA DO NASCIMENTO SOUZA e ADÃO HELIO DE SOUZA). Família Gerardi Em 06 de março de 1895 chegou ao porto de Santos, desembarcando do navio “ARNO” uma família vinda da região de Treviso, norte da Itália que se apresentou como  FAMÍLIA GIRARDI , mas por falha de grafia do oficial de registros da imigração o sobrenome passou a ser  GERARDI. Assim podemos considerar como origem da família o sobrenomeGIRARDI e a geração que que ficou no Estado de São Paulo, GERARDI. OLHA COMO É GRANDE A FAMILIA GUERARDI...  ESSES PARENTE