Pular para o conteúdo principal

PARENTES DIFICEIS


Procure compreender e perdoar incompreensões, ciúmes e a intolerância de todos aqueles que a Divina Providência colocou sob o mesmo teto que o seu.


Parentes difíceis, aquelas pessoas que amamos, mas que intoxicam nossas vidas a ponto da convivência se tornar um martírio. Morando sob o mesmo teto ou não, não há como fugir à convivência com estas pessoas. Afinal, não existem ex-pais, ex-irmãos, ex-mães, ex-filhos.

Nem sempre nossos parentes são nossos amigos. O grande sábio Salomão já dizia que: “...há amigo mais chegado que um irmão” (Prov. 18:24).

A abençoada lei de amor e justiça, nos proporciona quitar débitos com os mesmos adversários de ontem, vivendo hoje conosco sob as mesmas telhas na condição de pais, mães, filhos, irmãos e cunhados.

Diante do parente mais difícil, necessário se faz o exercício da compreensão, da paciência e perdão.

“Reconciliai-vos o mais depressa possível com o vosso adversário, enquanto estais a caminho” (Mt 5:25) aconselhou Jesus.

Nunca esqueça que não tem os parentes que sonhou e sim aqueles que merecer.

Estamos situados na família certa junto das pessoas mais adequadas à nossa evolução. Esforce-se, para amá-los, tendo para com eles, os nobres sentimentos do perdão, da tolerância, da resignação e da paciência.

Senhor, faz de nosso lar um ninho do Teu amor.
Que não haja amargura, porque Tu nos abençoas.
Que não haja egoísmo, porque Tu nos animas.
Que não haja rancor, porque Tu nos perdoas.
Que não haja abandono, porque Tu estás conosco.
Que saibamos caminhar para Ti em nossa rotina diária.
Que cada manhã seja o inicio de mais um dia de entrega a Ti, Senhor.
Que cada noite nos encontre ainda mais unidos no amor.
Faz, Senhor, das nossas vidas que quiseste unir, páginas repletas com a tua luz.
Faz Senhor, dos nossos filhos o que Tu anseias. Ajuda-nos a educá-los e orientá-los pelos Teus caminhos.
Que nos esforcemos no consolo mútuo.    
Que façamos do amor um motivo para amar-Te mais.
Que possamos dar o melhor de nós mesmos para sermos felizes no lar.
Que, ao amanhecer o grande dia de irmos ao Teu encontro, nos concedas estarmos unidos para sempre a Ti.
Que Assim Seja!

Texto de Sergito Souza Cavalcânti 


Comentários

DAVI disse…
Curti uma imagem tua e usei no meu site, se quiseres, posso retirar

Mensagem

Mensagem

Postagens mais visitadas deste blog

MINERAÇÃO ONÇA PUMA -OBRA 273 - OURILANDIA DO NORTE - PARÁ

MARÇO/2010 TRANSPORTADORES DE CORREIA -                VENTILADORES EM BAIXO DA GALERIA DREYER PRECIPITADORES SILOS DE PÓ, SILOS DE MINERIO SECO                                                                                                   CHAMINÉ GALPAO ESTOCAGEM DE EMERGENCIA DE MINERIO KILN LAVADOR DE GASES MÁQUINAS DE PÁTIO EMPILHADEIRA E RECUPERADORA MONTAGEM DO 4. PRECIPITADOR EM MONTAGEM PRECIPITADORES PRECIPITADORES SILOS DE PÓ, SILOS DE MINERIO SECO SISTEMA DE REFRIGERAÇÃO DE AGUA - ASPIRAL

CIRURGIA PARA VOLTAR A OUVIR - IMPLANTE COCLEAR

O MILAGRE DA AUDIÇÃO IMPLANTE COCLEAR OU "OUVIDO BIONICO" Crianças e adultos vítimas de surdez profunda e sem poder aquisitivo para bancar uma cirurgia corretiva podem ter esperanças de voltar a escutar. Basta que o implante coclear seja indicado para o seu tipo de problema. Isso por que o SUS (Sistema Único de Saúde) já oferece esse tipo de operação em hospitais de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio Grande do Norte. Desde 1990, 700 pessoas já foram beneficiadas. Em breve, o Rio de Janeiro também entrará na lista com o credenciamento do Hospital Gafrée e Guinle pelo Ministério da Saúde. A cirurgia é indicada para pessoas que não podem usar aparelhos auditivos convencionais.“É um procedimento de alta complexidade e o Sistema Único de Saúde arca com os todos os custos”, explica o Dr. Fernando Portinho, otorrinolaringologista, professor da Escola de Medicina da UNIRIO (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro) e coordenador do projeto.O tratamento com

FAMILIA GUERARD, GHERARDI, GERARDI, GIRARDI

MINHA ÁRVORE GENEALÓGICA MEU NOME É MONIQUE, Meu tataravô ( LOURENÇO GHERARDI ) , minha tataravó ( ADELIA FERRAGATTI ) ele filho de ( LOURENÇO GHERARDI E DOROTEIA PERONO ), ela filha de ( GIACOMO FERRAGATTI E IRENE OZELIO) . meu bisavô materno ( LOURENçO FRANCISCO GHERARDI) e minha bisavó materna (VIRGINIA TAVARES ALBERGARIA GHERARDI ) , minha avó materna (ELZI GUERARDI NASCIMENTO) e meu avô materno (LUIZ GONZAGA DO NASCIMENTO), meus pais (MARIA DA GLORIA DO NASCIMENTO SOUZA e ADÃO HELIO DE SOUZA). Família Gerardi Em 06 de março de 1895 chegou ao porto de Santos, desembarcando do navio “ARNO” uma família vinda da região de Treviso, norte da Itália que se apresentou como  FAMÍLIA GIRARDI , mas por falha de grafia do oficial de registros da imigração o sobrenome passou a ser  GERARDI. Assim podemos considerar como origem da família o sobrenomeGIRARDI e a geração que que ficou no Estado de São Paulo, GERARDI. OLHA COMO É GRANDE A FAMILIA GUERARDI...  ESSES PARENTE