Pular para o conteúdo principal

SERRA DOS CARAJÁS, VILA RESIDENCIAL DA VALE, AEROPORTO DE PARAUAPEBAS

A Serra dos Carajás fica localizada no Parque Ecológico de Carajás, na cidade de Parauapebas, Pará. Na serra está localizada a maior mina de ferro a céu aberto do mundo, explorada hoje pela VALE.

A mina de ferro de Carajás não é conhecida apenas pelo seu tamanho, mas também pela qualidade do minério de ferro extraído, que é hoje considerado o mais puro do mundo.

Para entrar no Parque Ecológico do Carajás é preciso passar pela primeira portaria se identificar e percorrer mais 15 quilômetros para atingir 700 metros acima do nível do mar, o visitante se depara com uma bifurcação no alto da serra.

À esquerda está o Núcleo de Carajás, uma pequena vila construída durante o regime militar e onde vivem cerca de seis mil pessoas, a maioria funcionários da Vale. Ao chegar neste núcleo passamos por mais uma portaria, desta vez não precisamos nos cadastrar, mas possui segurança, muitas câmeras e vigia noite e dia. Erguida em meio à floresta, o vilarejo é cercado por uma grade para evitar que bichos, como onças, ataquem os moradores.

Em meio à floresta, o Núcleo, como é conhecido, oferece conveniências aos seus moradores: escola, hospital, supermercado, bancos, clube, um cinema com os últimos sucessos do cinema mundial e até um pequeno aeroporto onde opera a empresa TRIP, o AeroVale, apelido do avião da empresa usado por funcionários e visitantes. As casas não têm muro e é comum encontrar portas destrancadas durante o dia.
Um lugar de imensa tranquilidade, daqueles que dá vontade de ficar pra sempre.... eu não me importaria de ficar morando lá... na verdade seria como estar no paraíso pela qualidade de vida, segurança, enfim.... tudo o que eu queria pra mim e para minha família...


Vila Residencial
  

  

  

  

  

  

  


Aeroporto:


  









Comentários

Anônimo disse…
Vc me ajudou a voltar no tempo.Como keria vr este avião.era lá pra 1986 a 87.A Andrade Gutierrez era uma das terceirizadas da contratação da ferrovia.meu pai era tipógrafo.nós morávamos na vilá palmares da própria A G. Desta tenho mais saudades ainda.até sonho com ela. O rio Parauapebas passava bem perto.gostávamos de pescar.andar de bicicleta.e atarde ver o trem passar rumo au Maranhão.músicas da época.Abba.menudos.Ritchie.Reginaldo rosse.a obra akbou.todos foram embora.as casas foram desmontadas e montadas em outra obra da AG. Me parece que hj lá se tornou município de Parauapebas.as pessoas que tiveram lá.só Deus sabe.

Mensagem

Mensagem

Postagens mais visitadas deste blog

MINERAÇÃO ONÇA PUMA -OBRA 273 - OURILANDIA DO NORTE - PARÁ

MARÇO/2010 TRANSPORTADORES DE CORREIA -                VENTILADORES EM BAIXO DA GALERIA DREYER PRECIPITADORES SILOS DE PÓ, SILOS DE MINERIO SECO                                                                                                   CHAMINÉ GALPAO ESTOCAGEM DE EMERGENCIA DE MINERIO KILN LAVADOR DE GASES MÁQUINAS DE PÁTIO EMPILHADEIRA E RECUPERADORA MONTAGEM DO 4. PRECIPITADOR EM MONTAGEM PRECIPITADORES PRECIPITADORES SILOS DE PÓ, SILOS DE MINERIO SECO SISTEMA DE REFRIGERAÇÃO DE AGUA - ASPIRAL

CIRURGIA PARA VOLTAR A OUVIR - IMPLANTE COCLEAR

O MILAGRE DA AUDIÇÃO IMPLANTE COCLEAR OU "OUVIDO BIONICO" Crianças e adultos vítimas de surdez profunda e sem poder aquisitivo para bancar uma cirurgia corretiva podem ter esperanças de voltar a escutar. Basta que o implante coclear seja indicado para o seu tipo de problema. Isso por que o SUS (Sistema Único de Saúde) já oferece esse tipo de operação em hospitais de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio Grande do Norte. Desde 1990, 700 pessoas já foram beneficiadas. Em breve, o Rio de Janeiro também entrará na lista com o credenciamento do Hospital Gafrée e Guinle pelo Ministério da Saúde. A cirurgia é indicada para pessoas que não podem usar aparelhos auditivos convencionais.“É um procedimento de alta complexidade e o Sistema Único de Saúde arca com os todos os custos”, explica o Dr. Fernando Portinho, otorrinolaringologista, professor da Escola de Medicina da UNIRIO (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro) e coordenador do projeto.O tratamento com

FAMILIA GUERARD, GHERARDI, GERARDI, GIRARDI

MINHA ÁRVORE GENEALÓGICA MEU NOME É MONIQUE, Meu tataravô ( LOURENÇO GHERARDI ) , minha tataravó ( ADELIA FERRAGATTI ) ele filho de ( LOURENÇO GHERARDI E DOROTEIA PERONO ), ela filha de ( GIACOMO FERRAGATTI E IRENE OZELIO) . meu bisavô materno ( LOURENçO FRANCISCO GHERARDI) e minha bisavó materna (VIRGINIA TAVARES ALBERGARIA GHERARDI ) , minha avó materna (ELZI GUERARDI NASCIMENTO) e meu avô materno (LUIZ GONZAGA DO NASCIMENTO), meus pais (MARIA DA GLORIA DO NASCIMENTO SOUZA e ADÃO HELIO DE SOUZA). Família Gerardi Em 06 de março de 1895 chegou ao porto de Santos, desembarcando do navio “ARNO” uma família vinda da região de Treviso, norte da Itália que se apresentou como  FAMÍLIA GIRARDI , mas por falha de grafia do oficial de registros da imigração o sobrenome passou a ser  GERARDI. Assim podemos considerar como origem da família o sobrenomeGIRARDI e a geração que que ficou no Estado de São Paulo, GERARDI. OLHA COMO É GRANDE A FAMILIA GUERARDI...  ESSES PARENTE