Pular para o conteúdo principal

COMIDAS TÍPICAS DO PARAENSES

A Culinária do Pará apresenta como sua maior influência a cultura indígena e, um pouco da portuguesa e africana. Os ingredientes básicos são oriundos da exuberante natureza da Amazônia, como camarão caranguejo,  marisco,  peixe, aves, caça, pato, todos temperados com folhas (maniva, chicóriacoentro),  pimentas de cheiro e ervas. São cozidos em panelas de barro ou assados em moquéns e embebidos de tucupi. Comem-se até às larvas de insetos e ovos de diferentes aves. Servidos em cuias, em casulos de folhas de banana, em recipientes de barro e até em toscas urupemas dando um sabor agradabilíssimo aos pratos do Pará.


TACACÁ 

Ingredientes:
2 litros de tucupí
4 dentes de alho
1 colher de chá de sal
4 pimentas de cheiro
2 maços de jambu
1/2 kg de camarão salgado (seco)
1/2 xícara de goma de mandioca
pimenta de cheiro


Modo de preparo: Coloque em uma panela o tucupí, tempere com alho, chicória, alfavaca e sal, leve ao fogo e deixe levantar a fervura. A seguir baixe o fogo, tampe a panela e deixe cozinhar por 30 minutos.
Cozinhe o jambu em água quente, deixe cozinhar até os talos ficarem macios, retire e escorra, deixe reservado. Retire a cabeça do camarão e deixe de molho em uma vasilha com água para retirar o sal. Ferva 4 xicaras de água com sal a gosto, dissolva a goma em uma vasilha com água fria, acressente ao poucos na água fervendo, até ficar um mingau grosso, ou, ao ponto de sua preferência. Sirva em uma cuia nesta sequência: duas colher de sopa de tucupí, uma concha de goma, uma concha de tucupí, algumas folhas de jambú e 5 camarões, sal e pimenta a gosto. Na falta da goma de mandioca pode ser usada o povilho azedo. 
Tempo de preparo: 1 h 30 min   - Rendimento: 10 porções

ARROZ DE JAMBU


Ingredientes:
1 colher (sopa) de manteiga
2 dentes de alho picados
1 cebola média picada
1 xícara de arroz
1 xícara de folhas de jambu
sal a gosto. 



Modo de Preparo: Numa panela com a manteiga, refogue o alho e a cebola até começarem a dourar. Junte o arroz e refogue por mais alguns minutos. Adicione 2 xícaras de água fervente, tempere e cozinhe em fogo médio, até o arroz ficar macio e cozido. Enquanto isso, lave as folhas de jambu e coloque para ferver rapidamente numa panela com água fervente. Escorra, corte as folhas e misture com o arroz.
Tempo de preparo: 15 min  - Rendimento: 03 porções

TUCUPI

Ingredientes
3 kg de mandioca brava (maniva)
4 dentes de alho amassados
2 maços de chicória
sal a gosto
pimenta de cheiro a gosto.

Modo de Preparo: Descasque a mandioca, lave-a e depois rale no ralador. Coloque numa panela e vá acrescentando água até a mandioca virar uma massa. Esprema esta massa com as mãos para extrair um líquido amarelo, que é o tucupi. Deixe este líquido descansar por 12 horas, que a goma vai se separar do tucupi (líquido). Reserve a goma que dever ser usada depois na preparação do tacacá. Numa panela grande, ferva o tucupi com o alho, a chicória e o sal por 1 hora e 30 minutos. 
Tempo de preparo: 15 h
Rendimento: 2 litros


  BOMBOM DE CUPUAÇU

Ingredientes
3 latas de leite condensado
1/2 kg de polpa de cupuaçu
1/2 kg de açúcar
Para a cobertura:
1/2 kg de chocolate ao leite.

 Modo de Preparo

 Numa panela, coloque o leite condensado e leve ao fogo médio até começar a soltar do fundo da panela e dar ponto de enrolar. Deixe esfriar um pouco e retire 1/2 colher (sopa) da massa de leite condensado, achate com os dedos e passe o açúcar. Recheie com 1 colher (chá) de doce de cupuaçu. Faça uma bolinha e feche, passe no açúcar novamente e deixe secar de um dia para o outro. Derreta o chocolate em banho- maria e mergulhe os bombons para que fiquem todos cobertos. Deixe secar e depois embrulhe
Rendimento: 50 bombons

FILHOTE DE TUCUPI

Ingredientes
1 quilo de filhote
05 cebolas médias
05 tomates
05 pimentões médios
04 batatas médias
04 ovos
08 dentes de alho
03 pimentas de cheiro
05 limões
A gosto: temperos verdes (cebolinha, cheiro verde, salsa, alfavaca e chicória), azeite, sal e farinha d’água.

Modo de Preparo: Corte o peixe em 4 partes, lave-os em água corrente e 1 limão. Faça um “vinha-d’alho” com o sumo de 4 limões, alho picado, sal a gosto, 1/2 copo de água; envolva as postas do peixe e deixe descançar por aproximadamente 3 horas. Em um caldeirão, colocar para ferver, por aproximadamente 10 a 15 minutos 5 litros de água com 1 cebola, tomate, 1 pimentão picados, a cebolinha, o cheiro verde, a salsa, a alfavaca, a chicória, as 3 pimentas de cheiro, 4 dentes de alho picados, um fio de azeite e sal à gosto. Quando tudo estiver fervido, separar em uma panela 2 litros da fervura e pôr para cozinhar o restante das cebolas, dos tomates, dos pimentões, dos alhos e as batatas. Conforme foram ficando cozidos, retire um a um e reserve. Deixe esfriar todo o caldo do cozimento. Em uma panela, à parte, cozinhar os ovos até ficarem duros, descascá-los e reservar. Volte para o caldeirão o caldo já frio, as postas de peixe e levante fervura deixe cozinhar as postas de peixe por 3 a 5 minutos. Após o peixe estar cozido, separar 1 litros do caldo para fazer o pirão. 
Pirão escaldado
Em uma panela, ferver o caldo e acrescentar aos poucos a farinha d’água mexendo sempre, para não embolar, até formar um pirão de consistência não muito mole.

Como servir:
Em um prato de sopa, colocar as postas do peixe cozido, as cebolas, os tomates, os pimentões, os alhos, as batatas e os ovos, recobrindo com a caldeirada bem quente. Em uma travessa, à parte, colocar o pirão escaldado enfeitando-o com raminhos de salsa. 
Tempo de preparo: 40 min
Rendimento: 04 porções

QUENGA

Ingredientes
1 frango inteiro ou coxa e sobrecoxa
1 cebola picadinha
4 dentes de alho picadinho  
Sal, e tempero a gosto
Cheiro verde picadinho a gosto
10 espigas de milho mais ou menos firme
Modo de Preparo: Picar o frango em pedaços pequenos. Deixar a cebola dourar e acrescentar o frango, fritando-o até dourar . Corte o milho e bata-o no liquidificador com um pouco de água e coe em peneira fina

Após isso, acrescentar o alho ao frango, o sal e tempero a gosto (pimenta etc), o líquido do milho e ir mexendo sempre até cozinhar. Acrescentar água aos poucos e deixar cozinhando, não pare de mexer para não grudar no fundo. Estará pronto quando o caldo estiver grosso e com sabor de cozido;  Coloque cheiro verde a vontade. Sirva com arroz branco, quiabo frito.


Fonte: Blog CEM - Centro Educacional Modelo  

Comentários

Anônimo disse…
Ola meu nome é gabriele eu adoro cozinhar e tenho apenas 12 anos eu fiz aquele BOMBOM DE CUPUAÇU e todos amaram obrigada por estas receitas ajudou muito ;)!

Mensagem

Mensagem

Postagens mais visitadas deste blog

Bodas de Rosas - 17 anos de Casamento

Meu amor, hoje estamos de parabéns e celebrando 17 anos de união. Foi diante de Deus que prometemos amor e fidelidade e é diante d'Ele que todos os dias honramos nossas promessas e esta linda união por Ele abençoada. Com você e nosso filho a vida é o mais apaixonante dos desafios, e não existem obstáculos difíceis demais ou impossíveis de ultrapassar. A Deus agradeço a incrível bênção que recebi no dia em que conheci você e em nossos corações nasceu a chama do amor mais puro e sincero. Que nosso caminho seja longo e maravilhoso e que em cada novo dia juntos renovemos os bons sentimentos em nossos corações. Que Deus nos conceda muitos anos de vida compartilhada e que entre nossa família, sempre reinem a harmonia, a amizade, o companheirismo e o amor, como até agora. Eu te amo, muito!

BIOGRAFIA RICARDO NUNES - O DONO DA RICARDO ELETRO

UMA HISTÓRIA EMOCIONANTE E VITORIOSA

Hoje eu quero comentar uma história de vida que assisti no Caldeirão do Huck nessa semana. Foi a história de mais um mineiro que acreditou no seu sonho, lutou muito e hoje é um vencedor, sem contudo perder a humildade.


O nome dessa pessoa que aprendi a admirar é Ricardo Nunes.

RICARDO nasceu em Divinópolis - Minas Gerais, em menos de duas décadas, Nunes partiu do ponto zero -- zero mesmo -- para tornar-se dono de uma das dez maiores redes de lojas de varejo do país. Sua trajetória empreendedora começou cedo e teve profunda influência de seu pai, um comerciante de bijuterias. "Meu pai morreu quando eu era criança", diz Nunes, o segundo de quatro filhos. Aos 12 anos após perder o pai Ricardo tinha que ajudar a mãe a cuidar dos irmãos, e por isso começou a vender as mexericas do sitio.
Ia vender perto das escolas e descobriu que gritando, vendia mais. Logo começaram a aparecer outras crianças vendendo perto dele, e então ele aprendeu que precis…

TATUAGEM NATURAL QUE DURA 5 ANOS

ADOREI ESSA NOVIDADE

Ontem aprendi com uma coordenadora da escola uma coisa super legal. Ela me contou que na sua adolescencia fez uma tatuagem natural que durou 5 anos!!!





Isso mesmo!!! Aqui nessa região eles usam um líquido da castanha do Caju para fazer tatuagem. Fica por 5 anos e depois desaparece.
Funciona dessa maneira . . .
A castanha contém um óleo-resina cáustica, conhecido como LCC (líquido da castanha de caju). A composição do LCC é principalmente de ácido anacárdico, cardol (11,31%) e seus derivados. Dentro da castanha é que se encontra a amêndoa oleaginosa, comestível, conhecida e comercializada como castanha de caju.

O LCC causa forte irritação na pele, deixando cicatrizes quase indeléveis que jovens usam para fazer um tipo primitivo de tatuagem. O LCC espesso é de cor escura, tem uso popular para verrugas, calos, edemas, manchas na pele e tecidos de neoformação.

O uso em estado fresco do fruto (castanha) pode provocar lesões na pele, pois é terrivelmente cáustico. Quando as …