Pular para o conteúdo principal

EVITAR AS ESPINHAS

Descobri sem querer, como diminuir bastante as espinhas. Minha intensão na verdade não era essa. A principio, como consegui perder peso, minha luta é manter o peso que eu consegui. Então troquei a maior parte dos carboidratos de consumo nas principais refeições por integrais, como arroz, macarrão, pão. E comecei a observar que meu filho de 14 anos começou a diminuir as espinhas. Eu nunca tive muito problemas com espinhas mas naqueles dias de Ciclo Menstrual elas vem com força total e isso não aconteceu nos últimos meses. Como ninguém é de ferro e arroz branco é muito mais gostoso e faz falta, optei por nos dar o direito de comer por 15 dias... hum... que delícia. Mas aí voltaram as espinhas tanto em mim quanto nele. Meu marido também reclamou de espinhas grandes e inflamadas nas costas. Ontem voltei para os integrais e agora com mais um motivo pra resistir. 

Fazendo pesquisas na internet cheguei a esse texto: 

O aparecimento de espinhas no rosto e em algumas partes do corpo incomoda muita gente, na grande maioria os jovens e adolescentes. Mas o que eles não sabem é que as espinhas podem ser provocadas também pela má alimentação, como por exemplo, a ingestão excessiva de carboidratos. Há questões em que as dúvidas aparecem com relação ao aparecimento de espinhas, se elas estão realmente ligadas à alimentação. A espinha é resultado da alteração de hormônios e muitas vezes elas aparecem em pessoas com intolerância a certos alimentos com o surgimento das espinhas. O que ocorre é uma alteração excessiva de sebo, substancia que tem como função proteger a pele, mas quando aparece em grande quantidade deixando a pele muito oleosa que serve como proliferação de bactérias, que inflamam e provocam a espinha.

A Espinha é Classificada em Quatro Níveis, São Eles:

- 1° Grau – essa é a forma mais leve da acne, não infecciosa, e é caracterizada pela presença de cravos fechados, melhor dizendo, os pontinhos pretos;

- 2° Grau – é quando a espinha é inflamatória e apresenta lesões líquidas e com pus;

- 3° Grau – a espinha é associada a nódulos com lesões grandes;

- 4° Grau – quando a espinha aparece com a formação de abcessos e fístulas.

Estudos comprovaram que a alimentação pode sim auxiliar no tratamento da espinha, uma vez que comprovado o seu aparecimento decorrente de certos alimentos. A retirada ou redução do mesmo pode ser a solução do problema. Mas se o problema for diretamente ligado aos hormônios é preciso fazer um tratamento medicamentoso e controlar a alimentação, fazendo refeições equilibradas contendo os nutrientes adequados.


Comentários

Mensagem

Mensagem

Postagens mais visitadas deste blog

MINERAÇÃO ONÇA PUMA -OBRA 273 - OURILANDIA DO NORTE - PARÁ

MARÇO/2010 TRANSPORTADORES DE CORREIA -                VENTILADORES EM BAIXO DA GALERIA DREYER PRECIPITADORES SILOS DE PÓ, SILOS DE MINERIO SECO                                                                                                   CHAMINÉ GALPAO ESTOCAGEM DE EMERGENCIA DE MINERIO KILN LAVADOR DE GASES MÁQUINAS DE PÁTIO EMPILHADEIRA E RECUPERADORA MONTAGEM DO 4. PRECIPITADOR EM MONTAGEM PRECIPITADORES PRECIPITADORES SILOS DE PÓ, SILOS DE MINERIO SECO SISTEMA DE REFRIGERAÇÃO DE AGUA - ASPIRAL

CIRURGIA PARA VOLTAR A OUVIR - IMPLANTE COCLEAR

O MILAGRE DA AUDIÇÃO IMPLANTE COCLEAR OU "OUVIDO BIONICO" Crianças e adultos vítimas de surdez profunda e sem poder aquisitivo para bancar uma cirurgia corretiva podem ter esperanças de voltar a escutar. Basta que o implante coclear seja indicado para o seu tipo de problema. Isso por que o SUS (Sistema Único de Saúde) já oferece esse tipo de operação em hospitais de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio Grande do Norte. Desde 1990, 700 pessoas já foram beneficiadas. Em breve, o Rio de Janeiro também entrará na lista com o credenciamento do Hospital Gafrée e Guinle pelo Ministério da Saúde. A cirurgia é indicada para pessoas que não podem usar aparelhos auditivos convencionais.“É um procedimento de alta complexidade e o Sistema Único de Saúde arca com os todos os custos”, explica o Dr. Fernando Portinho, otorrinolaringologista, professor da Escola de Medicina da UNIRIO (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro) e coordenador do projeto.O tratamento com

FAMILIA GUERARD, GHERARDI, GERARDI, GIRARDI

MINHA ÁRVORE GENEALÓGICA MEU NOME É MONIQUE, Meu tataravô ( LOURENÇO GHERARDI ) , minha tataravó ( ADELIA FERRAGATTI ) ele filho de ( LOURENÇO GHERARDI E DOROTEIA PERONO ), ela filha de ( GIACOMO FERRAGATTI E IRENE OZELIO) . meu bisavô materno ( LOURENçO FRANCISCO GHERARDI) e minha bisavó materna (VIRGINIA TAVARES ALBERGARIA GHERARDI ) , minha avó materna (ELZI GUERARDI NASCIMENTO) e meu avô materno (LUIZ GONZAGA DO NASCIMENTO), meus pais (MARIA DA GLORIA DO NASCIMENTO SOUZA e ADÃO HELIO DE SOUZA). Família Gerardi Em 06 de março de 1895 chegou ao porto de Santos, desembarcando do navio “ARNO” uma família vinda da região de Treviso, norte da Itália que se apresentou como  FAMÍLIA GIRARDI , mas por falha de grafia do oficial de registros da imigração o sobrenome passou a ser  GERARDI. Assim podemos considerar como origem da família o sobrenomeGIRARDI e a geração que que ficou no Estado de São Paulo, GERARDI. OLHA COMO É GRANDE A FAMILIA GUERARDI...  ESSES PARENTE